400 ônibus novos somente neste ano

Data: 01/06/2017

Cidade de São Paulo recebeu 400 ônibus novos somente neste ano, diz prefeitura
Renovação ocorreu às vésperas da licitação deve ter audiência pública nesta quinta-feira

Fonte: Diário do Transporte 


Mesmo com as indefinições sobre como será o sistema de transportes coletivos, o que deve ser elaborado na licitação, cuja audiência pública será realizada nesta quinta-feira para apresentação dos pontos principais do edital, a cidade de São Paulo recebeu em torno de 400 ônibus zero quilômetro tanto superarticulados, articulados, padrons, convencionais, midi e micros.

A informação foi divulgada no início da tarde desta quarta-feira, 31 de maio de 2017, em entrevista coletiva do secretário de Transportes e Mobilidade, Sérgio Avelleda, e do prefeito João Doria.

Realizaram as compras tanto as empresas do subsistema local, que surgiram a partir de cooperativas, como estrutural, formado pelas companhias mais tradicionais que operam linhas entre as regiões da cidade e o centro.

As renovações devem ajudar a reduzir a idade média da frota paulistana que hoje é a mais alta desde 2005 no sistema de concessão, com 5 anos e 10 meses, e mais alta de toda a série histórica, desde 2003, no subsistema de permissão com 5 anos e 1 mês, de acordo com dados do mês de abril da SPTrans – São Paulo Transporte, gerenciadora do sistema.

O Diário do Transporte noticiou algumas dessas renovações como a compra de mais de 30 ônibus pela VIP- Transportes, 20 pela Transunião, ambas da zona leste da capital paulista, e 65 da Transwolff, da zona Sul.

Todos os ônibus, de acordo com o secretário, independentemente do porte, possuem ar-condicionado, entrada USB para carregamento de baterias de celulares e de notebook,  além de preparação para wi-fi.

Na apresentação dos novos veículos, o secretário Sérgio Avelleda também falou que haverá orientação e fiscalização maiores em relação à atuação dos motoristas de ônibus para melhorar o atendimento aos passageiros e ampliar a segurança no trânsito.

Avelleda destacou uma ação que ocorre no Estádio do Pacaembu, nesta quinta-feira, em que motoristas de ônibus e ciclistas invertem os papéis. Os motoristas de ônibus sentem o perigo de um veículo de grande porte se aproximando em alta velocidade e com pouca distância das bicicletas e os ciclistas entendem os pontos cegos e de menor visibilidade dos ônibus.

O secretário afirmou também que vai adotar o programa 100% Pedestre na cidade e prometeu que até o final da gestão Doria, São Paulo terá total respeito aos pedestres. Para isso, a intensificação de agentes de trânsito nas ruas e campanhas de conscientização, serão algumas das medidas tomadas pelo poder público.

Em relação ao Maio Amarelo, Avelleda afirmou que o balanço é positivo com mais de 120 eventos, mas que as discussões sobre segurança de trânsito não podem se restringir apenas a este mês.



V o l t a r